Como trabalho com organização e educação, pensei em compartilhar algumas dicas valiosas que fazem toda diferença quando decidimos aprimorar nosso hábito de estudo.

 

Antes de partir para as dicas mais práticas, preciso destacar que:

  1. Para cada fase da trajetória escolar ou acadêmica existem diferentes fatores que devem ser levados em consideração quando decidimos nos organizar. A organização de um adolescente de 14 anos no Ensino Fundamental não é a mesma de um adolescente de 15 no Ensino Médio – e a comparação fica mais esquisita ainda quando pensamos em estudantes na graduação ou na pós-graduação.
  2. O sentido da educação só existe no presente. Não existe sentido em estudar para o futuro – estudamos agora porque faz sentido agora. E, para cada pessoa, o sentido do estudo é diferente. Isso não significa abandonar objetivos futuros ou desconsiderá-los, mas pensar em metas que façam sentido para você e que estejam conectadas com quem você é e com o sentido que você vê para a sua educação.

 

Dito isto, quero começar com dicas mais específicas para os pré-vestibulandos, pois trabalho diretamente com eles todos os dias. Se você vai fazer o ENEM esse ano, pega seu caderninho e vem comigo!

 

AUTOCONHECIMENTO É A CHAVE PARA O SUCESSO

Primeiro porque é o autoconhecimento que nos leva a nossa definição de sucesso. E é importantíssimo significar o sucesso! Falo mais sobre isso nesse post aqui.

Depois porque não existe certo ou errado na hora dos estudos. Não se compare! O que funciona bem para seu amigo pode não funcionar bem para você – e tá tudo bem, mesmo! Ter autoestima é fundamental para que você confie em si mesmo! E a autoestima é construída com o exercício do autoconhecimento. Aproveite, sim, dicas de organização e de estudos. Teste maneiras diferentes de organizar seus estudos, experimente diferentes métodos. Mantenha o que funcionou. Se algo não deu tão certo, analise: o que posso aproveitar dessa experiência?

Se ouvir música instrumental colabora com a sua concentração – escute. Se a música te desconcentrar – não escute. Se você só consegue estudar elaborando resumos – elabore resumos! Se você prefere fazer exercícios – faça exercícios! As dicas abaixo devem ser consideradas e testadas, veja o que se aplica melhor para a sua realidade. O que quero dizer é, essencialmente, o seguinte: tenha autonomia com relação a sua educação.

 

Estamos entendidos? Então, vamos lá!

 

ORGANIZE SEUS ESTUDOS

Saber o que deve ser feito é essencial e o próximo passo é saber quando fazê-lo. Pela minha experiência, a organização é capaz de minimizar a nossa ansiedade não porque temos certeza do que estamos fazendo mas, principalmente, porque temos certeza sobre o que não estamos fazendo. Ficamos mais tranquilos quando compreendemos que estamos estudando Biologia agora pois há um outro horário dedicado para a Matemática e por isso  não é necessário preocupar-se com ela no momento. Curtimos mais os nossos momentos de lazer quando sabemos o porquê de descansar em vez de estudar naquele momento. Organize-se para estar presente, de corpo e alma, em tudo o que você faz!

 

MANTENHA UMA ROTINA EQUILIBRADA

Qualidade de vida importa, sim! O que para alguém pode soar como perda de tempo pode ser essencial para a qualidade de vida de outra pessoa. Há pessoas, por exemplo, que não gostam de perder horas de estudo na academia – porque, para elas, isso não faz sentido. Há outras que ganham qualidade no estudo porque escolhem praticar alguma atividade física. Eu arrumo minha cama todos os dias quando acordo, porque esse hábito diminui minha ansiedade – outras pessoas podem achar uma bobeira perder alguns minutos de sono para esticar um lençol que será bagunçado novamente à noite. No fim das contas, não deixe de fazer aquilo que te faz bem! No mínimo, procure dormir bem, comer bem, tomar banho e ter momentos de lazer. Se você não deixaria de tomar banho para estudar, faz sentido deixar de dormir?

 

 

PROCURE UMA ROTINA SUSTENTÁVEL E FELIZ

Vivemos em uma sociedade que exige muito de nós – e sinto que isso não vai mudar por algum tempo. Não concordo com o ritmo de vida que levamos e muito menos com a pressão que a sociedade nos impõe para sermos cada vez mais “produtivos”. Porém, essa é a nossa realidade e precisamos aprender a lidar com ela – ou nos mudamos para outra sociedade, com outros desafios. Dito isto, aproveito a dica anterior e a completo: busque uma rotina que possa sempre ser aprimorada. Reflita sobre suas prioridades, a rotina não mente sobre quem somos. Se beber suco verde olhando para o sol toda manhã é algo que te faz bem – acorde mais cedo. Se você estuda a noite e chega em casa bem tarde, avalie se este é um hábito necessário para este momento da sua vida. Se não é possível acordar mais cedo todos os dias para fazer o seu suco, faça-o apenas nos finais de semana. Se você “não tem tempo para ler”, crie esse tempo hoje – pois a quantidade de horas no seu dia não aumentará, e nem o volume de tarefas diminuirá. Aprimore a sua rotina para que você faça cada vez mais atividades com sentido!

 

 

APRIMORE A QUALIDADE DO SEU ESTUDO

Como já disse algumas vezes, o nosso tempo é limitado. Por isso, existe um limite para o quão mais nós podemos estudar. No entanto, não há limite para a qualidade dos nossos estudos. Estudar é uma habilidade como falar em público ou costurar – sempre podemos aprender mais e melhorar a forma como fazemos! E, assim como outras habilidades, a qualidade e a autonomia surgem pela prática, pelo exercício. Só sabemos que estudamos melhor de uma forma ou de outra quando, de fato, estudamos!

 

 

CONHECIMENTOS GERAIS SÃO IMPORTANTES

Seja uma pessoa minimamente curiosa! Leia notícias, procure por curiosidades! Aprenda o que não será ensinado na escola. Faça perguntas criativas e busque por respostas. Novas informações nos ajudam a fazer novas inferências sobre o mundo e, consequentemente, fazemos novas inferências também quando estamos respondendo às questões do ENEM. Assista vídeos no YouTube, TED Talks ou documentários. Leia livros interessantes! No futuro, escreverei um texto com dicas para quem quiser aprender mais sobre assuntos não ensinados na escola. 😉

 

MOMENTOS DE LAZER DEVEM SER PARA LAZER

Entendo que às vezes sentimos que estamos perdendo tempo quando descansamos ou saímos com nossos amigos. Volto agora na primeira dica: organize-se para não se sentir culpado quando estiver com vontade de passar o dia maratonando Stranger Things! E saiba que não existe sustentabilidade em rotinas que não permitem momentos de descontração. A monomania de estudar para o ENEM nos limita, nos entristece e nos diminui. Sua vida vale mais – e você é muito mais do que uma prova!

 

 

Se essas dicas te ajudaram, compartilhe esse texto! Tem outra dica bacana? Compartilha aqui nos comentários e vamos nos ajudando! 😉

6+ Dicas para não surtar no Pré-Vestibular
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *