tudo organizado e não consigo fazer nada

tudo organizado e não consigo fazer nada

há algum tempo, me enviaram essa pergunta no instagram: o que eu faço quando tenho tudo organizado mas não consigo fazer nada?

por mais que eu tenha feito uma postagem bem completa, acho que seria bacana aprofundar em alguns pontos. segue:

o que é nada?

o nada pode ser descanso. o nada pode ser lazer. o nada pode ser, inclusive, lavar a louça, limpar o quarto ou arrumar o guarda-roupas. o nada, geralmente, é tudo aquilo que foge ao planejado. o nada é o que você faz ao procrastinar.

mas nem sempre fazer nada é ruim.

a gente precisa de pausas. a gente precisa de fôlego. e a gente consegue ser muito produtiva ao fazer nadas para procrastinar outras tarefas. a gente precisa se esvaziar, sabe?

te convido, por isso, a tentar definir esse nada.

abaixo, vou explorar quais podem ser as raízes do seu problema. espero que ajude!

planejamento equivocado

geralmente, o nada é tudo aquilo que foge ao planejamento. e isso nos traz novas perguntas:

  • seu planejamento estava de acordo com a realidade?

se você funciona bem acordando às 7h, qual é o sentido de planejar um dia que comece às 5h? se você demora para almoçar, porque reservar apenas 15 minutos para o almoço? se você tem uma prova de inglês no final da semana, por que se preocupar em estudar russo essa semana? de que adianta planejar mil atividades para o dia se, no trabalho, você é interrompida o tempo todo? o nada, nesse caso, é deixar de fazer coisas que você já não faria, de todo modo. dica: simplifique e vá aos poucos, de acordo com a sua realidade.

  • seu planejamento era flexível?

ou você ocupou todos os horários da sua agenda no desejo de realizar todas aquelas tarefas em períodos de tempo específicos? o nada, aqui, pode ser fazer as coisas – muito provavelmente não todas – conforme o que é possível. dica: não planeje cada segundo do dia. minimize.

  • seu planejamento respeitava suas necessidades?

o nada pode ser simplesmente descanso. autocuidado. lazer. se esse for o caso, procure entender as suas necessidades básicas e respeitá-las, ao máximo, em seu planejamento. dica: foque em um planejamento que priorize minimamente a sua qualidade de vida para que você não se sinta culpada ao fazer esses nadas.

  • seu planejamento é bem descrito?

você pode estar fazendo nada porque seu planejamento não é bem descrito. é comum descrever tarefas de forma ampla e pouco específica. por exemplo: “lista de cálculo”, “suco verde” ou “criar apresentação”. você tem a lista de cálculo para fazer os exercícios? se sim, você espera fazer quantos? você já tem os ingredientes para o suco verde? ou quer buscar novas receitas? você precisa falar com alguém para criar a apresentação? precisa marcar uma reunião para criá-la colaborativamente? descreva as atividades.

procrastinação & autoconhecimento

tá tudo bem procrastinar. não existe uma pessoa que não procrastine.

se o nada que você faz é sempre procrastinar a mesma tarefa e o seu problema não é de planejamento, vale se questionar: quais são as consequências de realizar essa atividade? e de não realizar? talvez você esteja colocando um puta peso em coisas que nem são tão importantes assim. da mesma forma, você pode simplesmente estar sem tesão para dar continuidade a algum projeto.

sua procrastinação diz muito sobre suas prioridades.

não fez ou não postou?

o que acontece também é que a gente já faz muita coisa não instagramável. daí, quando aparece uma pessoa produtiva tóxica na timeline (que descansou assistindo filme novo, terminou um livro, estudou chinês e fez atividade física em um só dia) a gente se sente meio lixo: só limpei a casa hoje.

ou seja: você fez bastante coisa, sim. coisa que precisava ser feita. só não postou.

e fazer faxina não tem o mesmo hype que aprender uma nova língua. fazer exercícios de cálculo não tem o mesmo hype que um belo resumo trabalhado no lettering. aprender um novo instrumento pode ser frustrante demais para se postar.

o nada e a depressão

às vezes, não é nada disso. e eu não posso te ajudar com organização, planejamento e produtividade: você pode estar doente. procure ajuda com os profissionais certos. faça terapia com psicólogo ou psicanalista. se for o caso, procure um psiquiatra.

é difícil entender os limites do desânimo. a boa notícia é que você não precisa entender sozinha! o importante é que você não se culpe por algo que foge ao seu controle.

então, se você faz várias listas e não consegue levantar da cama – procure ajuda. se você não tem forças nem para fazer as listas – procure ajuda.

de todo modo, tente se desconectar de quem te faz mal na internet. em especial, de quem escreve que basta ter força de vontade. de quem diz que basta descrever melhor as tarefas. porque o buraco pode ser mais embaixo.

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *