por que você estuda? para quê?

por que você estuda? para quê?
https://br.pinterest.com/pin/460352393154222078/

você já se perguntou isso?

muito provavelmente a melhor resposta para essa pergunta é: depende. porque, de fato, estudamos várias coisas ao mesmo tempo e cada uma cumpre um papel na nossa vida.

hoje, trago a seguinte reflexão: motivo e finalidade são coisas diferentes e as respostas para as perguntas que intitulam esse texto nos ajudam a estruturar nossa rotina de estudos.

porquê é diferente de para quê

parece óbvio, mas não é.

muitas vezes perguntava aos meus clientes: por que você estuda? e a resposta era: para passar no enem, a pergunta caçava um motivo – e a resposta era uma finalidade. percebe?

e talvez você ache banal a reflexão. ora, basta reformular a resposta: porque eu quero passar no enem, e, realmente, a resposta reformulada apresenta um motivo. mas o nosso objetivo, ao fazer essa reflexão, não é que você reescreva suas respostas para escrevê-las “corretamente” na capa de um planner.

e, se você sabe responder a finalidade dos seus estudos com mais facilidade do que o motivo – não se preocupe. da minha experiência com clientes, tenho percebido que é o mais comum. e este também é um assunto que me toca pessoalmente. nem sempre conseguimos encontrar nossos motivos. mas vale o exercício – porque ele nos faz caminhar!

dewey faz uma reflexão sobre a finalidade da educação em um dos capítulos do livro democracia e educação. ele critica, dentre outras coisas, a escola (ou, melhor: a educação escolar) que se estrutura para o futuro. é a escola que não existe em si ou para si. é a educação infantil que prepara as crianças para o ensino fundamental. é o ensino fundamental que prepara as crianças para o ensino médio. é o ensino médio que prepara os adolescentes para a faculdade. a faculdade que prepara os jovens para o mercado.

se você tem mais facilidade em pensar nas finalidades do seu estudo, não se culpe. você foi, provavelmente, ensinada a vida inteira a estudar como forma de preparar-se para o futuro.

dewey publicou o livro democracia e educação pela primeira vez em 1916. não é de hoje que as coisas são assim.

casos pessoais para ilustrar: eu estou me formando em pedagogia. e eu li quase todos os textos que foram passados. e quase não matei aula. eu estudei livros para além dos que eram solicitados. por quê? para quê?

porque eu, enquanto professora, gostaria que meus alunos lessem os materiais passados por mim para participar da aula. porque eu entendo que se o professor solicita uma leitura para a aula, a leitura ou não leitura do material influencia na dinâmica da aula. porque, se eu vou assistir a aula, eu precisava estar presente ali para aproveitar melhor o meu tempo. porque eu estou na faculdade para aprender e ser uma boa pedagoga. e esta é a finalidade do meu estudo: ser uma boa pedagoga. fazer uma faculdade bem feita para garantir que vivi essa experiência.

as respostas e a rotina

essas respostas nos ajudam a entender nossas prioridades de estudo.

muitas de nós trabalham e estudam. e é necessário entender qual texto vamos deixar de ler de uma semana para outra. qual disciplina vamos estudar menos ou mais. qual é o mínimo que podemos fazer para dormir de consciência tranquila de que estamos, de fato, fazendo tudo que está ao nosso alcance. para evitar de virar a noite estudando para uma disciplina ou fazendo um trabalho cujo prazo está se encerrando.

essas respostas nos ajudam a organizar a nossa rotina.


você estuda por quê? para quê? conversa comigo <3

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *