para a vida não atropelar os estudos

para a vida não atropelar os estudos
https://br.pinterest.com/pin/AY8SXQqpz4PxRPn98GQypNqvZoiGatm6vvRmkOJSntR3lUg9j4zG_1PaKlcxE8yqzDSTF6abi-gZe5mK_Xh8kZs/

em primeiro lugar, o que significa ser atropelado pela vida?

entendo que esse termo surge para falar dos momentos em que nosso planejamento não funciona. planejamos com carinho e… a vida acontece. quem aí nunca ouviu que a vida não está nem aí para o seu planejamento?

mas o seu planejamento deve estar cheio de vida. e o que isso significa? e como isso pode melhorar o planejamento dos seus estudos?

um planejamento sem humanidade

este é o planejamento que não é realista. é o planejamento que será atropelado pela vida. é aquele planejamento hora a hora – ou minuto a minuto. como se fosse possível ter tanto controle sobre a vida.

neste tipo de planejamento, qualquer vida atropela. e você é um ser humano (uau!) – há vida em você. não se trata de se permitir sentir ou não – você sente. e pode ou não considerar isso no seu planejamento. e há consequências para suas escolhas: desconsiderar sua humanidade no seu planejamento vai te levar a frustração em algum momento. em outras palavras: é pedir, mesmo que inconscientemente, para ser atropelado pela vida.

porque todo mundo pode ter uma dor de barriga (ou intestino preso!) perto de uma prova. ou acordar num dia sem energia para estudar – mas com energia para fazer faxina. se for possível trocar: por que não? porque todo mundo tem parentes com quem se preocupar. e todo mundo está (ou deveria estar, pelo menos) bastante preocupado com a situação do brasil na pandemia.

um dia planejado de seis da manhã às dez da noite não te permite sentir – mas você sente. você não tem esse poder sobre a sua humanidade. e há melhores formas de se lidar com ela.

um planejamento cheio de vida

um planejamento cheio de vida é realista. é flexível. reconhece que a vida acontece – por isso, raramente é atropelado por ela.

este planejamento é tão melhor quanto mais você tiver clareza das suas escolhas. essas escolhas podem ser com relação a estudar versus fazer outras atividades não relacionadas a estudos ou, ainda, com relação ao que estudar no momento em que você decide fazê-lo. pode, ainda, ter relação com aos próprios momentos de estudo na sua rotina. para isso: organização.

a vida só atropela quando não é considerada.

um processo de confiança

um planejamento é um acordo que você faz consigo mesma.

o que acontece quando alguém faz diversos acordos com você e não cumpre nenhum? nossa confiança fica abalada. você já fica com três pés atrás na próxima vez que a pessoa propõe um acordo, certo? é o mesmo que acontece de você para você mesma.

recuperar confiança é um processo que toma tempo.

e, ao meu ver, este deve ser o seu foco: recupere a confiança em si mesma.

confie que você não está deixando de estudar porque é uma preguiçosa ou qualquer outra coisa do tipo. se dê a chance de se conhecer. acredite nos sinais do seu corpo. se escute.

assim, você planeja com mais clareza e executa de forma mais produtiva. você consegue estudar o que é prioridade para você e deixa de estudar, com tranquilidade, aquilo que não é. e estuda com presença – sem deixar a cabeça voar para outras ações que poderiam (?) estar sendo realizadas naquele momento.


se quiser saber mais sobre a diferença entre organização e planejamento e qual é a relação entre os dois, recomendo este texto: organização é mapa – planejamento é rota.


é tudo sobre organização e planejamento. organizar e planejar não é trivial. não é óbvio. e, principalmente, não tem fórmula – mas tem princípios. são eles que não podemos perder de vista no processo.

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *