organização de estudos para o enem

organização de estudos para o enem
https://br.pinterest.com/pin/370139663116130373/

organizar os estudos para o enem é como organizar os estudos em qualquer outra fase da vida: vai depender do seu contexto. você está realmente terminando o ensino médio? é a primeira vez que você está fazendo a prova? você está tentando uma transição de carreira? você trabalha ou pode se dedicar apenas aos estudos? como é a nota de corte para o curso que você está tentando?

por isso, vou trazer aqui algumas reflexões importantes para que você olhe para o seu processo de organização, para o seu planejamento e para a sua rotina e analise o que faz mais ou menos sentido de acordo com o seu momento. vamos lá!

você não vai estudar todas as apostilas do mundo

não é possível fazer todos os cursos. não é possível estudar todas as apostilas. comprá-los não garante a sua aprovação. comprá-los, ainda, é só isso mesmo: adquirir. também não garante que você irá estudá-los.

não é incomum que bata esse desespero. o mercado te quer desesperada para comprar mais apostilas e mais cursos.

e se essa é a sua primeira vez fazendo a prova, talvez você acredite que é necessário isso tudo para garantir uma aprovação. e, ainda, que você só será aprovada caso estude tudo isso.

no entanto, você tem 24h no seu dia. e você é um ser humano: come, dorme, toma banho, faz número 1 e número 2 (eu espero!). e, deixa eu te contar: os seus concorrentes também são seres humanos. ninguém dá conta de estudar tudo.

então: defina o seu material de estudos e estude. você pode fazer mudanças no meio do caminho? é claro que sim! talvez, realmente, o seu material não esteja te atendendo muito bem. no entanto, cuidado para não agregar e agregar. para ilustrar: se você estudou em fevereiro movimento retilíneo uniforme em um material e, em junho, você decide trocar de material – não se pressione para estudar, de novo, o tal do movimento retilíneo uniforme! a não ser, é claro, que você considere que ainda não aprendeu e precisa estudar mais. se este não for o caso: já foi, e bola pra frente!

horas de estudo não garantem aprovação

você já viu alguém te dizendo que, para ser aprovado em um curso x, são necessárias y horas de estudo por semana?

é claro que uma rotina de estudo consistente contribui com a sua aprovação. mas, precisamos pensar: desde quando existe essa rotina de estudos na vida da pessoa? às vezes, ela estuda y/2 horas por semana e é aprovada porque tem o hábito de estudar desde muito nova. do mesmo modo, há pessoas que podem estudar y*2 horas semanais e não serem aprovadas – porque não sabem estudar. não se conhecem. não conhecem seus ritmos. não conhecem seus estudos.

nem vou falar das implicações sociais desse discurso. só quero chamar atenção para o seguinte: foque mais em ter uma rotina consistente e possível do que contar horas de estudo.

não existe rotina de estudos correta

existe a que funciona para você.

você já ouviu dizer que deve começar o seu momento de estudos com uma matéria que gosta? pois bem: conheci pessoas que, de fato, usavam isso como um motivador para começar o momento de estudos.

mas também já conheci pessoas que começavam a estudar pela matéria mais difícil – fosse pela força do desespero, fosse pela vontade de acabar logo com aquilo e ficar livre para estudar conteúdos mais prazerosos em seguida.

e, talvez, a primeira opção funcione até certo ponto. talvez, em algum momento do ano, seja importante tentar outra estratégia. esteja aberta às possibilidades!


me conta: como anda a sua organização de estudos para o enem? o que você vai mudar depois de ler este texto?

até o próximo texto,

let <3

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *