sobre o aniversário da pandemia

sobre o aniversário da pandemia
https://br.pinterest.com/pin/269230883957316968

escute a música do plantão da globo e: interrompemos a programação do mês para estudar com autonomia. calma, é só hoje. você vai entender.

escrevo esse texto em meio a uma pequena crise de ansiedade.

não quero diminuir o tamanho desta crise – mas sei o que são crises de ansiedade maiores e preciso me lembrar que esta crise, que é ruim, pode ser muito pior.

e esta crise me fez mudar o conteúdo para o dia de hoje. pretendia escrever um texto sobre como podemos olhar para o conhecimento como obra de arte – e eu ainda quero escrevê-lo. no entanto, se nada parece fazer sentido por aqui, talvez nada pareça fazer sentido por aí também. e eu fui atropelada por esse sentimento e tentei encontrar alguma saída – quem sabe escrever sobre estudos e limites? seria isso: um texto sobre como também nos estudos a organização encontra limites e como precisamos ter também disponibilidade emocional para aprender.

mas outras coisas estão engasgadas por aqui.

antes, muita coisa já não fazia sentido. mas, era mais fácil levar. criar planos já estava difícil. agora, pensar no futuro é um exercício de muita imaginação. e criar alternativas individuais (o que nos resta) traz culpa. é errado estar bem quando o país está morrendo. por outro lado, se não estamos bem, não conseguimos trabalhar bem – o que nos traz medo: todo mundo precisa pagar aluguel.

ser responsável por cada detalhe da nossa vida é muito cansativo. ainda mais quando tudo toma uma carga tão existencial.

vou compartilhar algumas estratégias que foram importantes para mim nos últimos dias:

  • renegociar acordos: os acordos podem ser com você mesma ou com outras pessoas. tinha planos para um processo seletivo esse ano mas não está com cabeça para estudar? avalie quais são as consequências de deixar isso para depois. o compromisso é com outra pessoa? converse. veja o que é possível de ser feito. renegocie e tente ser tão honesta quanto for possível com você e com os outros.
  • minimizar a rotina: coloca no papel o que você não pode deixar de fazer. e não vem com essa de “tudo”, rs. um bom critério é: se você tivesse imprevistos todos os dias, o que você daria um jeito para fazer de toda forma? deixa o que é imprescindível. e ocupe o tempo fazendo qualquer coisa que te faça bem.
  • avalie o espaço sonoro: eu não gosto do silêncio. ocupo a todo tempo meu espaço sonoro – seja com a tv ligada em uma série que já assisti mil vezes, seja com podcasts, com música ou vídeos no youtube. nenhuma dessas estratégias estava funcionando mais para mim – porque ou pensava sobre o mundo, ou pensava sobre mim. e eu não quero pensar nem no mundo e nem em mim. agora, estou tentando escutar audiobooks. e escrevo aqui para que você perceba a forma como você ocupa seu espaço sonoro – talvez isso tenha algum impacto sobre a sua rotina.
  • avalie as informações que você lê e assiste: o que você está consumindo? você se sente bem ao fazê-lo? ficar um pouco desinformada pode ser uma saída. tente ficar menos em redes sociais e consumir conteúdo de forma mais consciente. assista a uma série em mexer no celular. assista aos filmes que estão concorrendo a prêmios. leia um romance, uma fantasia, uma ficção. joga magic the gathering. se distraia com distrações.
  • mergulha no hobbie: é claro que isso tem limites. mas a melhor coisa que eu fiz na última semana foi trabalhar menos na sexta e no sábado para tocar ukulele. e cozinhar tem sido o meu momento de meditação no dia a dia – no sentido de respirar e, na medida do possível, esvaziar a cabeça. recomendo.

eu espero, de todo coração, que você e sua família estejam bem e seguros.

compartilha comigo as suas estratégias pra gente ir se fortalecendo. <3

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *