princípios, saúde e rotina

princípios, saúde e rotina
https://br.pinterest.com/pin/180918110020118366/

confesso: cuidar da saúde nunca foi meu forte. quando ficava doente, ia ao médico ou ao hospital. e tomava qualquer pílula que me fosse sugerida.

quando a minha concepção de saúde mudou, alguns hábitos também mudaram.

entendi que eu precisava ter uma rotina saudável para evitar a necessidade de ir a médicos. deveria fazer acompanhamento médico para evitar a necessidade de ir ao hospital. e, para que tudo isso fosse possível, eu precisaria responder: o que significa para mim manter uma rotina saudável?

acredito que eu evitava cuidar da minha saúde pelo que eu entendia por saúde. para mim, saúde era sinônimo de cultura fitness: corpos esbeltos, uvas passas e castanhas como lanches. e eu nunca quis contar a quantidade de proteína ou gordura dos alimentos. entendia que saúde era sinônimo de academia ou esportes coletivos e, portanto, ser saudável significaria conviver com pessoas que eu evitava.

hoje, entendo que ser saudável pode ser sinônimo de comer castanhas, ser a nerd da nutrição e a rata da academia. mas, essa não é a letícia saudável.

saúde e rotina

a letícia saudável é a que mantém sua rotina de sono. a que almoça todos os dias e evita refrigerantes. a que corre ou luta (inclusive, que saudades do muay thai!!). a letícia saudável come frutas e evita frituras. e bebe água, e toma chá. a letícia saudável escova os dentes três vezes por dia e vai à dentista duas vezes por ano. e faz terapia (psicanálise)! saúde, para mim, é tomar meu café da manhã devagarinho e ver o sol nascendo. e eu faço isso porque me sinto bem.

sabe o que eu não faço? meditar. porque eu não vejo essa prática como essencial para minha saúde. mas, talvez, ela seja importante para a sua. percebe como os princípios pessoais são super relativos?

POIS BEM: como ser saudável cotidianamente se não organizo a minha rotina?

eu não consegui realizar todas essas mudanças de uma hora pra outra. antes da chavinha virar, eu bebia refrigerante todos os dias e chamava um enroladinho de salsicha de almoço. ou um tomate de janta. era sedentária. cada dia dormia num horário. não planejava as compras de supermercado e, com fome, comia qualquer coisa da padaria – e isso acontecia quase todos os dias! e eu não me sentia bem assim. foram anos tentando adaptar a minha rotina para viver cotidianamente de acordo com o que eu acredito. e ainda não o faço 100% – e talvez nunca o faça! mas faço adaptações quando me sinto mais incomodada ou quando percebo que preciso dar mais atenção à minha saúde.

e mais: hoje, sei para onde preciso olhar quando quero fazer alguma mudança na rotina. ilustrando: se quero fazer atividade física, preciso olhar para meus horários de trabalho. se quero mudar minha alimentação, além de olhar para meus horários, preciso também me atentar para a lista de supermercado. e, por aí, vai.

mudo a minha rotina para viver conforme os meus princípios.

saúde e acompanhamento médico

há, para mim, dois tipos de consulta: a pontual e a de acompanhamento. a consulta pontual é aquela que existe porque há demanda. por exemplo: fui à dermatologista porque estou vivenciando uma queda de cabelo anormal. não costumo, no entanto, ir à dermatologista. por outro lado, há consultas médicas que acontecem periodicamente na minha vida: neurologista (para acompanhar e tratar de um foco epiléptico), ginecologista (pois mulher e ovários policísticos), gastroenterologista (pois colites microscópicas e síndrome do intestino irritável) e urologista (infecções urinárias assintomáticas e repetitivas desde criança).

para acompanhar estas consultas, tenho uma lista. e, frequentemente, abro esta lista e verifico a data da última consulta. então, vejo se há necessidade de marcar uma nova consulta ou não.


essa é a minha forma de perceber a saúde no meu cotidiano.

me conta a sua também! e me conta: você quer mudar a sua rotina para ser mais saudável? qual é a sua dificuldade? a gente se ajuda.

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *